16 de ago de 2012

Paisagens E Elementos Naturais Traduzidas Em Sons


Robotrepair-windmills_slide
“Apesar da ideia de que inserir tecnologia na natureza seria algo nada natural, usar alguns elementos para captar os sons que ela produz nos pareceu uma evolução”, conta Aaron Alden sobre a série de três instalações sonoras do estúdio Robot Repair. Falamos dele recentemente, mostrando o ótimo vídeo que fizeram, apresentando uma coleçãode mais de 150 instrumentos musicais.
Além de fazer trilhas sonoras para cinema e publicidade, o estúdio também desenvolve projetos de arte próprios e em parceria com artistas visuais. Peaks (Picos), Windmills (Moinhos de Vento) e Silence (Silêncio) são instalações que exploram os sons captados com alta qualidade em diferentes meios naturais. Mas não é tão simples quanto parece. Os sons dos picos de montanhas, por exemplo, não são ruídos do vento e cantos de pássaros gravados no ambiente. São os desenhos formados pelas paisagens, as silhuetas que revelam ondas inconstantes que serão traduzidas em ondas sonoras. “A natureza de alguma forma estendeu a mão para fazermos som de uma nova maneira”, explica Aaron. Vamos conhecer mais sobre cada um dos projetos abaixo.
A natureza está repleta de formas que são esculpidas naturalmente. Aqui é explorada a relação entre as formas das montanhas e ondas sonoras. É como se essas paisagens fossem reproduzidas em forma de som. “Usamos o sintetizador “Absynth”, porque assim poderíamos desenhar as ondas sonoras para serem tocadas em qualquer frequência. Geralmente apresentamos a instalação ligando um grande subwoofer”.
“Usamos o vento para criar algo tangível, algo musical”, diz a locução do vídeo que apresenta Windmills. Foram produzidos 12 moinhos de vento equipados com sensores magnéticos. Conforme giram, mandam diferentes tons para um computador. “Usamos a interface i-cube para enviar as notas do midi para o computador”.



Lugares inóspitos, como o deserto da Califórnia e montanhas geladas do Canadá, nos dão a ideia de silêncio. “Na verdade são lugares cheios de pequenos ruídos e sons ambientes”, explicam os criadores do Robot Repair. A intenção é justamente amplificar esses ‘sons de silêncio’ e editá-los de forma rítmica. A instalação ainda está em desenvolvimento.

0 Comentários:

Postar um comentário

Twitter Delicious Facebook Digg Stumbleupon Favorites More

 
Powered by Blogger